ARTIGO: Momento de isolamento social exige cuidado redobrado para evitar acidentes elétricos

25 de junho de 2020 0 Por Redação

Reparos na fiação elétrica devem ser realizados somente por profissionais

Com a chegada do novo coronavírus, a recomendação para conter o número de contaminações da doença é respeitar o isolamento social.

Assim, muitas pessoas têm ficado mais tempo dentro de casa, realizando todas as atividades, como trabalhar e estudar, seguindo essa recomendação.

Dessa forma, o consumo de energia elétrica aumentou, com aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos sendo usados com uma frequência maior do que antes da pandemia.

De acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica 2020 da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade), em 2019, o Brasil registrou um aumento de 12% no número de mortes ocasionadas por acidentes elétricos – entre os maiores motivos para isso está a má qualidade de instalações elétricas. 

Agora, com o uso constante de computadores, televisões, geladeira, micro-ondas e outros itens, espera-se que, infelizmente, esse número aumente ainda mais em 2020, principalmente por conta da pandemia.

Ocorrências durante o período de quarenta podem gerar situações ainda mais complexas, já que há o risco do atendimento ficar mais demorado por conta da sobrecarga de tarefas de profissionais da saúde. 

Um dos fatores principais que podem causar esse tipo de acidente é o problema nas instalações elétricas, que, quando não são feitas de maneira adequada, podem apresentar riscos à segurança dos moradores.

Fios desencapados e sem o isolamento correto, instalações elétricas improvisadas, entre outros, são algumas situações que podem gerar acidentes.

Garantir a instalação de um Dispositivo Residual (DR) nos quadros elétricos, por exemplo, além de utilizar separadores de fios e respeitar as tensões e diferenças de potência, são medidas essenciais para reduzir o risco de acidentes.

É essencial para a segurança que um profissional seja chamado para realizar reparos específicos. Mexer na fiação elétrica, por exemplo, pode colocar a vida em risco, além de dificilmente resolver o problema sem que um imprevisto aconteça.

Os aparelhos corretos, como alicate amperímetro, medidor de termografia infravermelha e sistemas de proteção, são ferramentas que devem ser usadas por técnicos e ajudam a garantir o reparo definitivo, e não uma solução temporária.

Para quem precisa realizar pequenos reparos, como trocar a resistência do chuveiro ou substituir uma lâmpada, e não pode contar com ajuda profissional, é necessário tomar alguns cuidados. A primeira coisa a se fazer é desligar a chave geral ou os disjuntores, impedindo que a corrente elétrica passe.

O uso de sapatos é outra medida de segurança importante, impedindo que o corpo funcione como condutor durante a descarga elétrica.

Além disso, nunca encoste no chuveiro se ele estiver ligado e úmido.

Além disso, extensões de tomadas devem ser usadas de maneira temporária, já que seu uso constante pode gerar o aquecimento de fios e até causar um incêndio.