Pindamonhangaba aumentou em 318% o volume de exportação da sua produção nos últimos 25 anos

Pindamonhangaba aumentou em 318% o volume de exportação da sua produção nos últimos 25 anos

17 de novembro de 2021 0 Por Redação

Dados apurados desde 1997 pelo Ministério da Indústria e Comércio Exterior do Governo Federal demonstram que Pindamonhangaba vem consolidando com solidez sua presença no mercado de exportação brasileira. Em comparação com o ano de 1997, em que o estudo teve início, Pindamonhangaba aumentou em 318% o volume de exportações de sua produção.

Os números demonstram que o crescimento do município é o mais representativo no comparativo com as maiores cidades do Vale do Paraíba, seguido por Guaratinguetá (242%), Jacareí (134%), Taubaté (104%) e São José dos Campos, apontado como a cidade que mais perdeu espaço, tendo apresentado tímido crescimento de 7,6%. Os números de 2021 referem-se aos valores informados até o mês de outubro.

Os estudos são realizados pelo Comex Stat, sistema para consultas e extração de dados do comércio exterior brasileiro e são divulgados mensalmente com detalhamento das exportações e importações de cada município, extraídas do SISCOMEX e baseada na declaração dos exportadores e importadores.

Os relatórios do Comex Stat começaram a ser realizados em 1997, quando o município registrou um volume de US$ 153,6 milhões de exportação, fechando outubro com um acumulado de US$ 642 milhões. “Os números de Pinda indicam que durante esse período de 25 anos tivemos apenas um pico acima do valor que será fechado em 2021, que foi em nossa gestão no ano de 2018, quando nossas exportações quase chegaram a casa de US$ 1 bilhão. Se não fosse a pandemia do covid-19, certamente já teríamos atingido esse patamar histórico. Isso mostra que estamos crescendo com serenidade e solidez e que nossa economia está alicerçada num crescimento solidificado”, afirmou o prefeito Dr. Isael Domingues.

Segundo ele, esse bom desempenho nos últimos anos também pode ser creditado às ações de governança municipal, segurança jurídica e melhoria no tempo de resposta das demandas da iniciativa privada. “Nossa modernização tecnológica, com iniciativas inéditas em digitalização e desburocratização, também explicam a boa receptividade que o empresário e o investidor encontram na cidade”.

A balança comercial do município foi puxada esse ano pela comercialização de óleos brutos de petróleo ou de minerais que totalizaram quase metade do volume exportado, ou seja, US$ 317,3 milhões para Índia, China e EUA.
Outro setor que puxou a alta foi a comercialização de chapas e tiras de alumínio que totalizaram US$ 123,7 milhões com destaque para Argentina, mas também com vendas para Chile, Bolívia, Colômbia, EUA e Venezuela.

Pindamonhangaba também é destaque na venda de laminados de metais e cilindros, barras de ferro ou aço não ligado e tubos de ferro e aço de secção circular.

“A diversidade do nosso parque industrial é sensacional e nossa secretaria busca sempre dar todo suporte e apoio para que nossas empresas cresçam e gerem mais emprego e renda para nossa economia”, comentou o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Roderley Miotto.

Os dados citados nesta matéria podem ser conferidos no portal do Ministério da Indústria e Comércio Exterior: http://comexstat.mdic.gov.br/pt/municipio/46521