Suzano apoia Campanha Divino Alimento na distribuiu de 1,1 toneladas de alimentos

29 de junho de 2020 0 Por Redação

Distribuir alimentos para famílias pobres em São Luis Paraitinga

Com o apoio da Suzano, a campanha “Divino Alimento – Comida para Todos” distribuiu 1,125 toneladas de alimentos orgânicos e agroecológicos às famílias em situação de vulnerabilidade social da cidade de São Luis Paraitinga (SP) em dois meses.

A ação teve início em abril e foi resultado de uma parceria entre a Suzano e o PDRT (Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial); ONG Akarui; Prefeitura de São Luiz do Paraitinga e Conexão Mata Atlântica, com o objetivo de promover a segurança alimentar das famílias pobres e reduzir o impacto da pandemia de coronavírus na agricultura familiar na região.

A ação envolveu 11 agricultores da região, incluindo 3 agricultores do PDRT e 8 agricultores do projeto Conexão Mata Atlântica. Eles são responsáveis ​​pela colheita de alimentos e montagem de cestas.

A organização não governamental Akarui é responsável por coletar doações e comprar cestas. Daniela Coura, diretora geral da organização não governamental Akarui, disse que o objetivo do projeto é aproximar os produtos agroecológicos dos moradores municipais e levá-los a pessoas difíceis de obter, especialmente em tempos de pandemia.

“Mobilizamos recursos, compramos de produtores, montamos cestas e os enviamos para o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) do município.

Esperamos que até o final de julho, aproximadamente 110 famílias continuem sendo atendidas e a cesta seja composta por 24 tipos diferentes de alimentos.

Contamos com doações para que essa série de esforços que envolvam a unidade de todas as pessoas possa ser mantida na distribuição de produtos de saúde “, afirmou.

Resultado

Os produtores rurais participantes incluem Maria Helena Ramos da Silva Moradi.

A agricultora tem uma horta com 200 tipos de vegetais, frutas e vegetais, e também tem uma uma rotisseria.

No entanto, ambas as atividades são diretamente afetadas pela pandemia.

“Eu tenho um pequeno jardim com muitas variedades, mas poucas. Agora, a rotisseria está fechado há dois meses e agora estamos reabrindo. Isso deixou a gente meio sem chão. Mas agora estamos voltando.”

Maria Helena é uma das atendidas pelo serviço do PDRT e aplicou métodos biodinâmicos à produção de alimentos orgânicos.

“Temos sugestões incríveis, como geleias, legumes em conserva e outros produtos artesanais. Apesar da minha pequena produção, ainda cultivo tomates.

Além disso, não vou perder nada, mesmo que não haja negócios, doarei para hospitais e bairros próximos”, completa.

Como doar

Para participar da ação, os interessados podem doar qualquer quantia pelo Paypal ou na conta da Akarui (Banco do Brasil, agência 2648-4, conta corrente: 15173-4). O CNPJ da instituição é 05.846.294/0001-90.